segunda-feira, 29 de setembro de 2008

NOVO RECORDE NA MARATONA


28/09/2008 - 11h50
Gebrselassie quebra recorde mundial da maratona em Berlim

Por Kevin Fylan
BERLIM (Reuters) - O etíope Haile Gebrselassie quebrou seu próprio recorde mundial da maratona neste domingo e se tornou o primeiro homem a correr a prova abaixo de duas horas e quatro minutos.
Gebrselassie cravou 2h3min59, superando seu recorde anterior de 2h04min26 estabelecido também em Berlim um ano atrás, quando tomou o recorde mundial de seu grande rival, o queniano Paul Tergat.
Vestindo sua característica roupa amarela com sapatos combinando, o atleta de 35 anos manteve o ritmo adequado desde o início e na metade de prova já estava 25 segundos acima de seu melhor tempo do ano passado.
Gebrselassie, que preferiu não correr a maratona na Olimpíada de Pequim no mês passado devido a preocupações com a poluição, deixou para trás seu último concorrente, James Kwambai, faltando cerca de seis quilômetros, e sua vitória nunca esteve em dúvida.
Os preparativos de Gebrselassie para o evento foram afetados por uma cãibra no músculo da panturrilha, mas ele disse que as condições climáticas perfeitas e o apoio da platéia o ajudaram a superar o problema.
"Foi tudo perfeito", disse Gebrselassie, bicampeão olímpico dos 10 mil metros, à tevê alemã, depois de cruzar a linha de chegada na manhã fria mas ensolarada de Berlim.
"O clima, a corrida e o público foram perfeitos."
"Senti-me correndo em um estádio", acrescentou ele mais tarde em uma coletiva de imprensa. "Os torcedores foram tão bons que me ajudaram a sentir como se tivesse acabado de largar."
"Realmente, este clima nunca se vê. É preciso lembrar disso."
Kwambai foi o segundo, com 2h05min36, e seu compatriota queniano Charles Kam cruzou em terceiro, com 2h07min48.
A alemã Irina Mikitenko venceu a prova feminina com o tempo de 2h19min19.

OS INVENTORES DO TÊNIS

Quem foram?
Os inventores do tênis
Os irmãos Dassler se odiavam tanto que passaram a vida competindo. Resultado? Um criou a Adidas e o outro a Puma

TEXTO ÁLVARO OPPERMANN

Era uma vez dois irmãos que moravam na cidadezinha de Herzogenaurach, na Alemanha. Adolf era introvertido e artesão nato. Rudolf era mais expansivo, com grande talento para vendas. Por serem tão diferentes, eles se odiavam. E também por causa disso não conseguiam se separar. Trabalhavam juntos, na fabriqueta Gebrüder Dassler Schuhfabrik, que em alemão significa “fábrica de sapatos dos irmãos Dassler”. E, dia após dia, brigavam. Mas nos negócios a união da qualidade do trabalho de Adi (diminutivo de Adolf) e do tino comercial de Rudi (Rudolf) dava muito certo. Eles tinham criado um tênis mais leve e anatômico do que os modelos pesadões existentes até então no mercado, e essa invenção estava deixando a dupla rica, muito rica. Por isso, conseguiam se tolerar. Foi assim até 1943, época do 3º Reich. Adolf era apolítico, filiado ao partido nazista por pura conveniência – Hitler incentivava o esporte na Alemanha, e isso fizera crescer as vendas de tênis. Já Rudi era um nazista fanático. Em1943, a cidade de Herzogenaurach foi bombardeada pelos Aliados. Chegando ao abrigo antiaéreo, Adolf encontrou a família do irmão e comentou: “Os sujos bastardos voltaram”. A esposa de Rudi ouviu e achou que o comentário era endereçado a ela e ao marido. Não adiantou explicar a confusão: a relação entre os irmãos ruiu de vez. Essa não é a única versão dos motivos da separação. Há quem diga que, com o fim da guerra, Adi teria entregado o irmão aos Aliados. Mas não há nada confirmado. Certeza mesmo é que, em 1948, Adolf Dassler aproveitou uma brecha legal para dissolver a parceria familiar e renomeou a Gebrüder Dassler Schuhfabrik para Adidas (contração de “Adi” e “Dassler”). Rudolf deu o troco. Criou outra fábrica de tênis – a “Ruda”, mais tarde rebatizada de Puma. A criação das marcas dividiu a cidade de Herzogenaurach, cortada por um rio. Em uma das margens ficava a fábrica da Adidas. Na outra, a da Puma. “O rio virou uma espécie de Muro de Berlim”, escreveu Barbara Smit, autora de uma biografia dos irmãos. O ASV Herzogenaurach, um dos times de futebol da cidade, passou a ser patrocinado pela Adidas. O 1 FC Herzogenaurach, pela Puma. Quem estivesse com peças Adidas não entrava nos bares freqüentados por fãs da Puma e casamentos “mistos” passaram a ser malvistos. A competição entre Adi e Rudi era tão grande que, nos anos 70, eles não perceberam a aproximação de sua verdadeira inimiga: a americana Nike, que desbancou as duas marcas alemãs. Rudolf morreu em 1974. Adolf, em 1978. Os dois estão enterrados no cemitério de Herzogenaurach. Em lados opostos do terreno, claro. GRANDES MOMENTOS - Em 1936, durante a Olimpíada de Berlim, os Dassler ofereceram um par de tênis a um corredor chamado Jesse Owens. Ele ganhou 4 medalhas de ouro e a jogada dos irmãos inaugurou o marketing esportivo. - Na Olimpíada de 1960, o corredor Armin Hary firmou contratos separados com a Adidas e a Puma. Foi a única vez que os irmãos concordaram em alguma coisa: Armin nunca mais foi patrocinado por eles. - Em 2004, Frank, neto de Rudolf (da Puma), assumiu um cargo na Adidas. “Muitos familiares meus consideraram isso uma traição”, disse Frank.

FONTE : REVISTA SUPER INTERESSANTE NA INTERNET

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Fábio Brito assessoria esportiva


Atenção! Já está o ar o site da assessoria esportiva do Fabio Brito.

Visitem e divulguem:
Agora o Triatividade, que já conta com o Prof. Claudio Bolanho diretamente de Portugal (www.bodycia.com.br), contará com mais um grande profissional colaborando com textos e dicas para nossos leitores. Fábio Brito, triatleta de destaque (vejam o currículo dele no site ), agora está com a "Fabio Brito Assessoria" treinando corredores e triatletas que já têm apresentado grande evolução em suas performances.
Obs.: O bonitão da foto ao lado não é um modelo é o Brito mesmo!!!

Valmir Nunes vai correr os 246 km na Grécia

BODY & CIA - Assessoria Esportiva - www.bodycia.com.br

Fonte: Revista O2 online


O atleta brasileiro disputará a Spartathlon, uma das provas mais difíceis do mundo, nos dias 26 e 27 de setembro, entre Esparta e Atenas


 
O santista Valmir Nunes vai refazer o trajeto feito pelo soldado Feidípides entre Esparta e Atenas, no ano 490 a.C., quando o grego foi buscar reforços para combater os invasores durante a guerra entre seu povo e os persas. O atleta brasileiro vai correr os 246 quilômetros da Spartathlon, prova considerada uma das mais difíceis do mundo, nos dias 26 e 27 de setembro.

O percurso é longo e complicado, pois há subidas, descidas e trechos planos. Os corredores partem de Atenas, passam por Corinto, Nemea, Le Yrkia, Nestani e Tegea e finalizam o trajeto em Esparta. Mas para participar de uma competição como essa, é preciso ter o currículo de corredor previamente aprovado. Mesmo assim é um desafio para os mais preparados e experientes no esporte. "A prova é muito complicada por apresentar muitas subidas, descidas e diferentes temperaturas durante todo o tempo da competição, mas, para mim, essa é, sem dúvida, a melhor prova do mundo", disse Valmir.

Valmir Nunes já venceu a 19ª edição da Spartathlon, em 2001, com o tempo de 23h18min. Ficou com a prata em 2003 e, em 2007, garantiu o bronze, mesmo com fortes dores no tendão. Na ocasião, ele foi único latino-americano a ficar entre 20 primeiros colocados. Agora, recuperado da cirurgia no tendão, Valmir vai em busca do bicampeonato. 
 
Bom treino a todos!!
 
Abraços Prof. Claudio Bolanho

Diretor Geral

 



Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

OS JÁ INSCRITOS NO IROMAN 2009 !!!



AQUI A LISTA OFICIAL DA GALERA INSCRITA, JÁ SOMOS 11 FALTA ALGUÉM ???

  • DOUGLAS
  • LIMINHA
  • CLODOALDO
  • CLAUDIO
  • GIVALDO
  • EDU ( VIRTUAL )
  • ENZO
  • RONÁ
  • FLÁVIO ( BOY )
  • VALDIR
  • CLEBÃO
ESTE ANO VAI SER UMA FESTA !!! QUE VENHA 2009 !!! IIIIIUUHHHHUUUUUUUU

Shiro e Carla comemoram vitórias "em casa" no 18º Troféu Brasil de Triathlon

Por: FMA Notícias

ATLETAS VENCERAM DE PONTA A PONTA A 5ª ETAPA DO RANKING NESTE DOMINGO

Dois triatletas com experiências olímpicas, Paulo Miyasiro e Carla Moreno voltaram a vencer no 18º Troféu Brasil de Triathlon, desta vez “em casa” na 5ª etapa do ranking, neste domingo (dia 21), em Santos. Com atuações impecáveis, eles venceram as suas provas de ponta a ponta, sem serem ameaçados em qualquer momento.

Melhor latino-americano nos Jogos Olímpicos de Beijing, o paranaense Juraci Moreira foi outro grande destaque, garantindo o segundo lugar, numa prova de recuperação. A disputa reuniu 674 atletas de 20 estados, além da Argentina, e foi disputada boa parte sob chuva.

Mesmo assim, um bom público prestigiou os competidores, com uma grande festa para Miyasiro, que completou os 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida em 1h48min11s, dois minutos e 41 segundos à frente de Juraci. Carla Moreno, também muito festejada pela torcida, cruzou a linha de chegada em 2h04min01s, com incríveis oito minutos de dianteira para a argentina Maria Soledad Omar.

Na prova masculina, o talento local confirmou ser um dos melhores nadadores do Circuito Mundial de Triathlon e aproveitou o conhecimento das condições adversas do mar, para abrir uma grande vantagem sobre os rivais, saindo da água mais de um minuto à frente de seus companheiros de treino Fábio Carvalho e Fred Monteiro.

No pedal, manteve o ritmo forte e ao trocar de modalidade para a corrida a diferença subiu para dois minutos e meio. Sabendo da distância, ele apenas administrou o resultado para festejar a sua segunda vitória no circuito, que o colocou definitivamente na ‘briga’ pelo título. O atual campeão e seu adversário direto no circuito, Fábio Carvalho, foi o terceiro, com 1h49min59s (voltando ao primeiro lugar no ranking), seguido de Fred Monteiro, 1h51min38, e o argentino Ezequiel Morales, com 1h52min04s.

“Eu estava planejando uma vantagem na água e no ciclismo, porque na corrida ainda não estou muito confiante. Então deu tudo certo. Abri boa vantagem e na corrida consegui controlar”, afirmou Shiro, como é conhecido, também vencedor na prova anterior, na USP, em São Paulo, em seu retorno, após uma lesão na coxa, que o tirou de duas etapas..

Na briga pelo título, seu adversário direto será Fábio Carvalho. “Um quer o melhor para o outro e quem estiver melhor vai comemorar em dezembro”, relatou o atleta, representante brasileiro nos Jogos Olímpicos de Atenas e vencedor do 17º Triathlon Internacional de Santos, garantindo uma vitória nacional, após 11 anos no masculino.

JURACI - Uma semana após o terceiro lugar no Ironman Brasil 70.3, em SC, e em sua primeira prova na distância olímpica, desde que retornou de Beijing, Juraci gostou de seu desempenho, garantindo um resultado de recuperação. Ele não nadou tão bem como o esperado, saindo em quinto lugar. No pedal, entregou a bike na mesma posição e na corrida ganhou três posições, para garantir o segundo lugar.

“Está indo de acordo como eu esperava. Claro que queria vencer, mas o segundo lugar foi bom. Na largada já perdi o Shiro e tinha de nadar com ele. Todos sabem que aqui o Shiro é favorito. Saí um pouco atrás, tentei correr forte para tirar, mas não deu. Hoje o dia era dele”, contou. “Vamos ver se até a última etapa a gente chega a ponto de bater o Shiro aqui na casa dele. Com certeza, em 2009, minha prioridade será o Troféu Brasil e venho para ser bicampeão”, relatou o atleta, campeão geral em 2005.

Fabinho, que retornou de um período de sete semanas de treino nos Estados Unidos, esperava, pelo menos, o segundo lugar, mas disse estar tranquilo quanto à possibilidade de chegar ao bicampeonato. “O jura tirou uns pontinhos que eu iria precisar, mas está bom. A briga mesmo ficará a ultima etapa, que vale peso 1,5. como já ganhei duas provas, estou confiante que posso chegar ao novo título”, afirmou o atual campeão do circuito.

Ele também destacou as qualidades dos dois concorrentes que chegaram à sua frente. “O Shiro nadou muito, na bike colocou mais tempo em cima ainda e na corrida era muito difícil pegar. O Jura corre muito. Não tem o que falar dele. Tem três olimpíadas de experiência”, elogiou.

HEPTA - Na prova feminina, Carla mostrou grande superioridade desde a natação. No ciclismo foi novamente soberana e na corrida conseguiu ampliar a vantagem. Esta foi a quarta vitória da triatleta nascida em São Carlos, que mora em Santos há mais de quatro anos. Com o resultado, ela reassumiu a liderança do ranking e ficou muito próxima do heptacampeonato. “Ainda tem duas etapas e vou treinar muito e lutar para vencer e aí sim comemorar”, disse.

“Cada etapa é uma história diferente e muita coisa pode acontecer, como um pneu furado, que muda tudo e prejudicar todo o campeonato. Então, não tem clima de já ganhou. Tudo pode acontecer”, afirmou a atleta, que defendeu o Brasil nos Jogos Olímpicos de Sydney e Atenas.

PRÓXIMAS - O circuito terá mais duas etapas, ambas em Santos. A penúltima prova será no dia 9 de novembro e a grande final, valendo peso 1,5, no dia 6 de dezembro. Todos os resultados e informações no site oficial www.trofeubrasil.com. O idealizador do circuito e um dos maiores entusiastas do triathlon no País, Núbio de Almeida, vibrou com o sucesso da etapa. “Foi tudo fantástico e mesmo com a chuva, não tivemos nenhum acidente. Os apoios do Exército, da PM e da CET foram perfeitos. Foi uma grande festa da nossa cidade, mais um dia coroado com o triathlon, que é um patrimônio de Santos e então a comunidade sempre prestigia, está presente sempre”, destacou.

O 18º Troféu Brasil de Triathlon tem os patrocínios de Fit e Gatorade e co-patrocínios de PowerBar, Speedo e Santaconstancia. Apoio da Prefeitura Municipal de Santos, Medicalline, AIB, Porto Seguro, MKTE, Webrun, Ativo, VO2 e Santos e Região Convention e Visitors Bureau. Colaboração: Semes, CET-Santos, GMS, 6º BPMI, 2º BIL e 17º GB. Promoção da Tri FM e transmissão da Sportv.

RESULTADOS DA ETAPA

MASCULINO

1 Paulo Miyasiro (Pão de Açúcar/ Avora) – Santos – 1h48min11s
2 Juraci Moreira (Club Social/ Amil/ Fecomércio Sesc Senac PR/ Speedo) – Curitiba – 1h50min52s
3 Fábio Carvalho – Herbalife/Oakley/Mizuno/Merida/PowerBar) – Santos – 1h50min59s
4 Fred Monteiro (Homelife/Third/Flets) – Santos – 1h51min38s
5 Ezequiel Morales – Argentina – 1h52min04s

FEMININO

1 Carla Moreno (Pão de Açúcar/PowerBar/Prefeitura de Santos/Nike/Flets) – Santos – 2h04min01s
2 Maria Soledad Omar (Nutrilatina Age) – Argentina – 2h12min02s
3 Ariane Gomes – Porto Alegre – 2h17min08s
4 Silvia Helena Fusco (Damha) – São Carlos – 2h17min23s

RANKING – APÓS 5 ETAPAS

MASCULINO

1 Fábio Carvalho – 526
2 – Bruno Pereira Matheus – 454
3 Fred Monteiro – 452,5

FEMININO

1 Carla Moreno 585
2 Vanessa Gianinni – 524,5
3 Fernanda Garcia – 470,5

Em preparação para o Mundial, Colucci vence prova nacional

Fonte: gazeta esportiva net

Rio de Janeiro (RJ) - Em fase de preparação para o Mundial de Triatlo, o olímpico Reinaldo Colucci venceu a segunda etapa do Brasileiro da modalidade, disputado no Rio de Janeiro nesse domingo.
Com o tempo de 1h48min40, Colucci foi o mais rápido do percurso de 1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10km de corrida. A prova contou com cerca de 300 competidores no Aterro do Flamengo. O pódio foi completado pelo carioca Diogo Sclebin (1h49min40) e pleo mineiro Luiz Francisco Ferreira, terceiro colocado com a marca de 1h50min24.

Agora, Colucci, que está em uma maratona de competições internacionais – ele participou das Olimpíadas e do Ironman 70.3 em Cingapura -, prepara-se para o Mundial de Triatlo, a ser realizado nos Estados Unidos em 8 de novembro.

domingo, 21 de setembro de 2008

PRIMEIRO ESPANHOL A VENCER TOUR, GIRO E VUELTA

BODY & CIA - Assessoria esportiva - www.bodycia.com.br

 

Alberto Contador coroado em Madrid - 21 de Setembro 2008

Fonte: www.sapo.pt


Alberto Contador Velasco confirmou esta tarde a vitória na Volta a Espanha, sendo o primeiro espanhol a conquistar as três maiores provas do calendário internacional - Tour, Giro e Vuelta.

Nascido há 25 anos em Pinto, nos arredores da capital castelhana, o ciclista da Astana iniciou-se na modalidade aos 15 anos quando o seu irmão Fran, praticante amador, lhe ofereceu uma bicicleta.

Convicto das suas capacidades, Contador abandonou os seus estudos universitários para se juntar, como amador, à equipa Iberdrola, tendo na altura a alcunha de "Pantani", na sequência da vitória do italiano no Tour'98.

Conquistou a sua primeira vitória numa etapa como profissional em 2003, no contra-relógio da Volta a Polónia, com a sua carreira a sofrer um revés em 2004 quando lhe foi detectado um tumor vascular no cérebro, precisando de cerca de seis meses para recuperar.

Doença vencida, voltou a montar a bicicleta em Janeiro de 2005, estreando-se na Volta a França, e arrancando uma bela posição final: 31.º.

Há dois anos, a Astana foi banida do Grand Boucle na sequência da mediática "Operacion Puerto". Contador, no entanto, nunca foi condenado, regressando em 2007 para conquistar a prova, seguindo-se já este ano a Volta a Itália..

Contador é o quinto de sempre e o primeiro espanhol a vencer as três maiores corridas do Mundo. Os outros quatro: os franceses Jacques Anquetil e Bernard Hinault, o belga Eddy Merckx e o italiano Felice Gimondi. O espanhol é já uma lenda.

 

conheça nosso site! www.bodycia.com.br

 



Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

AGORA É OFICIAL !!!


Galera, agora é oficial, estou inscrito no IRONMAN BRASIL 2009 !!!

Conto com o apoio de todos os meus amigos e familiares...até maio tem muito chão, mas quando temos um objetivo que se almeja tanto o tempo passa rápido...



Caro valdir sanches nascimento,

Sua inscrição para o evento Ironman Brasil 2009 está confirmada.


Seu número de peito é: 517


Caso necessite de qualquer informação adicional, não hesite em nos contatar.http://www.ironmanbrasil.com.br/


AtenciosamenteLatin Sportshttp://www.latinsports.com.br/

BRASIL É PRATA NA MARATONA PARAOLÍMPICA


FONTE : WEBRUN



Tito Sena foi prata na maratona Foto: Divulgação/ CPB

Na última prova do atletismo dos Jogos Paraolímpicos de Pequim, a maratona categoria T46 (amputados), o Brasil conquistou a medalha de prata da competição. Tito Sena completou a prova na segunda posição com o tempo de 2h30min49. O ouro foi para o mexicano Mario Santillan em 2h27min04. Já o bronze ficou com o italiano Walter Endrizzi no tempo de 2h32min51. O Brasil também contou com mais dois brasileiros na prova, Ozivan Bonfim e Moisés Neto. Eles ficaram respectivamente com a quinta e a nona colocação.Brasil nos Jogos - A cerimônia de encerramentos dos Jogos Paraolímpicos aconteceu nessa quarta-feira (17) em Pequim. O Brasil fechou os jogos com 47 medalhas. Destas 16 foram de ouro, 14 de prata e 17 de bronze. Com o resultado o país ficou em nono lugar no ranking de medalhas. Essa foi a melhor campanha brasileira na Paraolimpíada que superou em 14 medalhas o desempenho de Atenas.O primeiro do quadro de medalhas foi a China com 211 redondas, dessas 89 eram de ouro. O destaque brasileiro no atletismo ficou com Lucas Prado. Ele disputou três provas (100, 200 e 400m) e ganhou os três ouros.

FOTO DA CHEGADA DO IRONMAN 70.3 - BETO CARRERO


VEJAM QUE BACANA A CHEGADA DE UM ATLETA QUANDO QUEREM COBRAR R$ 48,00 DE CADA AMIGO E FAMILIARES QUE FORAM PARA TE VER!
DESTA VEZ A ' ARAPUCA ' NÃO FUNCIONOU...

IRONMAN 70.3 PENHA - VEJAM OS COMENTARIOS

Estou parcipando de um fórum no orkut na comunidades TRIATHLON BRASIL...e ainda não consegui ver elogios a prova deste último final de semana...estou copiando o comentário do Nelsinho e logo mais colocarei minha impressão aqui.

70.3 Em PENHA/SC, "NUNCA MAIS"
1) A cidade não estava preparada, tinha parelelepípedo no início do ciclismo (Galvão culpando o Prefeito ???? hahaha)2) Não "existe" caixa eletrônico, banco, padaria, restaurante naquela porcaria de cidade3) Expo IRONMAN um lixo4) Disseram que o ALMOÇO dos atletas seria MASSAS, o coerente ... e qdo chega lá, um Arroz gorduroso, Um "bifão" nojento, um frango duro e um tigelinha de farofa ... isso é almoço prá quem participa de um Meio Iron ????????????5) Atraso no congresso6) Não permitir familiares a entrar no mesmo7) COBRAR PARA VER A CHEGADA .. É RIDÍÍÍÍÍÍCULO, COM CERTEZA TINHA GENTE GANHANDO EM CIMA. Uma menina da organização me disse: Mas vc ganha o direito de ir ao Parque !!! QUE PARQUE ???? EU QUERO COMPETIR ... ODEIO PARQUE, ainda mais o Beto Carrero que é um Lixo .... com diversas atrações que vc ainda tem que pagar por fora lá dentro .... É RIDÍCULO !!!8) POR QUE NÃO FAZER EM CAMBORIÚ ????????? A CIDADE É DO LADO, E TEM INFRA ESTRUTURA SUFUCUENTE9) SE TIRARAM DE BRASÍLIA, DEVERIAM NO MÍNIMO ORGANIZAR MELHOR QUE LÁ !!10,11,12,13) 70.3 EM PENHA EU NÃO FAÇO MAIS !!! *** VÁCUO ***Eu vi inúmeros PELOTES, muitossss, muitosssssssss .... inclusive um passou por mim, e diminuiram na subida .... uma Moto veio e disse: NELSON .. ENCOSTA !!!EU ?????????? O QUE EU FIZZZ ???????????Levei um cartão amarelo por estar teoricamente pegando vácuo NUMA SUBIDA e sendo o ultimo do PELOTE !! E O RESTO ????????? E O BOLO DE ATLETAS DO MEIO ????RIDÍCULO

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Galindez e Ohata vencem Ironman Brasil 70.3

Fonte: Ativo.com

Depois de dois anos em Brasília, a prova foi realizada em Santa Catarina, na cidade de Penha, e teve Oscar Galindez e a olímpica Mariana Ohata como campeões

O triatleta Oscar Galindez venceu o Ironman Brasil 70.3, em Penha/SC, disputado neste domingo, com o tempo de 3h54min24s. A disputa na elite feminina teve como campeã a triatleta olímpica, única representante brasileira em Pequim, Mariana Ohata, que completou o percurso em 4h25min34s. A equipe do ativo.com registrou as imagens dos triatletas na prova, que estarão disponíveis on-line em breve.
Em segundo lugar na disputa masculina ficou o catarinense Igor Amorelli com 3h55min07s e em terceiro chegou Juraci Moreira, que competiu nas Olimpíadas de Pequim, com 3h59min53s. Esta foi a segunda vitória consecutiva de Galindez, que volta à boa fase, após ter sido forçado a abandonar o Ironman de Florianópolis, devido a câimbras. Ele venceu também o Ironman de Rhode Island (EUA), em julho, antes da conquista em Santa Catarina.
A vice-campeã da prova feminina foi a campineira Vanessa Gianinni, que chegou seis segundos após a campeã. A atleta de Goiânia, Ana Lídia Borba ficou com a terceira colocação no pódio.
“Dei mais gás na corrida. Apesar de muito cansado, consegui fazer um prova sólida. Realmente o primeiro lugar foi uma surpresa pra mim, pois a prova contava com fortes concorrentes”, contou Galindez. Com a vitória, o triatleta está classificado para a disputa do Mundial da Flórida, que será disputado na cidade de Clearwater, em 8 de novembro, onde, no ano passado, Galindez ficou com o vice-campeonato.
“Minha prioridade ainda é o olímpico e as distâncias mais longas só de vez em quanto, como treino”, informou. “Depois da Olimpíada de Londres, com certeza, vou investir no 70.3 e, quem sabe, buscar o título mundial. É um circuito que está crescendo muito, com boa premiaçpão e muito valorizado. É uma distância que quero me especializar, mas até 2012 pretendo fazer um meio por ano, como treinamento”, comentou Juraci Moreira.
O Ironman da Penha (SC) foi a segunda de três etapas da América Latina que classificam para o evento nos Estados Unidos e distribui um total de 70 vagas. A primeira etapa foi realizada em Pucón, no Chile, em janeiro deste ano, e a terceira será no dia 21 de setembro em Cancún, no México.
Diferente dos últimos dois anos, a prova que acontecia em Brasília foi sediada no litoral catarinense, no município de Penha, com o Parque Beto Carrero World fazendo parte do trajeto dos atletas, na chegada. A disputa contou com 1,9 km de natação (1 volta), 90 km de ciclismo (5 voltas de 18 km) e 21,1 km de corrida (1 volta).

Resultados

Masculino
1º OSCAR GALINDEZ - 3h54min23s
2º IGOR AMORELLI - 3h55min06s
3º JURACI MOREIRA JÚNIOR - 3h59min52s
4º IVAN ALBANO JUNIOR - 4h07min02s
5º FREDERICO LUIZ MONTEIRO - 4h10min10s
6º FRANK SILVESTRIN - 4h11min34s
7º CESAR OTTAVIANI - 4h20min53s
8º NEWTON ADRIANO WEBER - 4h24min45s
9º GLOWER MOLLOSSI KUJEW - 4h29min25s
10º DANIEL DE OLIVEIRA LOPES - 4h58min25s

Feminino
1ª MARIANA OHATA - 4h25min34s
2ª VANESSA GIANINNI - 4h25min40s
3ª ANA LIDIA DOS SANTOS BORBA - 4min29min20s
4ª ARIANE GOMES MONTICELI DA SILVEIRA - 4h54min27s 5
ª ALESSANDRA ROCIO DE CARVALHO - 4h57min17s
6ª MARIANA BORGES DE ANDRADE - 5h07min38s

domingo, 14 de setembro de 2008

Ultramaratonista Dean Karnazes: busca pelo recorde no Brasil

Body & Cia - Assessoria Esportiva

www.bodycia.com.br

 

Fonte: Revista O2 Running


O ultramaratonista norte-americano, pela primeira vez no país, pretende quebrar o recorde mundial de distância na modalidade corrida em esteira

 
Dean Karnazes é norte-americano e vem ao Brasil em outubro com um objetivo claro: quebrar o recorde mundial de corrida em esteira que, hoje, pertence ao brasileiro Luciano Prado, com 249,6 quilômetros. Entre 9h do dia 4/10 e 9h de 5/10, Karnazes dará o melhor de si em Porto Alegre, durante o evento de esporte e saúde Mercovida, no Centro de Eventos da Fiergs.

Karnazes é um dos maiores ultramaratonistas e sua história como corredor de longa distância chama atenção, pois ele resolveu, aos 30 anos, voltar a correr, o que não fazia desde o colégio. Depois de sua festa de aniversário, ele correu 48 km sem parar em sete horas. Desde então, começou a participar de provas. Karno, como é conhecido, cruzou sozinho as planícies da Califórnia ao correr dez vezes a distância da maratona em 72 horas, venceu a Badwater (ultramaratona de 215 km), fez o Endurance 50 (50 maratonas em 50 dias consecutivos).

O objetivo de Dean Karnazes não é quebrar um recorde atrás do outro e sim superar seu próprio limite, beirando a exaustão. "É preciso acreditar que você pode fazer, e isso é algo treinável. A beleza da ultramaratona é provar para si mesmo que você pode fazer coisas que nunca achou possível. Se alguém me dissesse há 20 anos que eu iria correr 150 quilômetros, eu teria dito: 'Um ser humano não pode fazer isso, quanto menos eu!'", disse Karno.

Para manter a forma, Karnazes mantém um ritmo puxado em São Francisco, nos Estados Unidos: acorda às 4h, corre entre 30 e 40 km, prepara o café da manhã da família, leva os filhos na escola e, entre telefonemas e e-mails, faz séries de abdominais e agachamentos. Ele ainda surfa e pedala.


Revezamento 24 horas em esteira
A prova 24 horas em esteira não é destinada apenas aos ultramaratonistas de elite. Corredores amadores também podem participar da corrida com o esquema de revezamento. Há vagas para 20 equipes mistas de 12 e 24 atletas, que se revezam e correm uma ou duas horas. As inscrições estão abertas até 19 de setembro

:: Serviço
Mercovida 2008 – Saúde em Movimento
Quando:
3 a 5 de outubro
Onde: Centro de Eventos da Fiergs (Assis Brasil, 8.787) – Porto Alegre
Inscrições: R$ 50 (corredor por modalidade)/ Equipes de 12: R$ 600/ Equipes de 24: R$ 1.200. Os corredores inscritos terão direito de assistir a uma palestra no dia 4 de outubro
Mais informações: www.mercovida.com.br ou pelo fone (0**51) 3347-8636
 
Bons treinos!!
 
Prof. Claudio Bolanho
Diretor Geral

 





Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.

sábado, 13 de setembro de 2008

O uso da Esteira no Treinamento da Corrida.

BODY & CIA - Assessoria Esportiva

 

Prof. Claudio Bolanho

Diretor Geral

 

Vivendo no mundo dos corredores e seus adeptos, é comum perceber vários atletas fazendo uso da esteira ergométrica em seus treinamentos de corrida.

A esteira ergométrica, apesar de simular a corrida num ambiente fechado (indoor), difere bastante da biomecânica do ato de correr num percurso livre. Para compreendermos melhor, é só pensar, que a força que fazemos na esteira para correr, por ter que vencer uma força contrária (que te empurra para trás), é muito maior do que simplesmente correr livremente.

Apesar disso, dessas diferenças do ponto de vista biomecânico, acredito que a esteira tem grande utilidade dentro de um planejamento de treinamento de corrida.

Cito a seguir, alguns pontos favoráveis e desfavoráveis do uso da esteira, dentro do que acredito ser ideal para um corredor.

Pontos Favoráveis

- permite um treinamento em qualquer condição climática, principalmente quando encontramos situações desfavoráveis, tais como muito frio, chuva, etc.
- com seu grande uso, a maioria das esteiras encontradas, tem recursos modernos, possibilitando simularmos algumas dificuldades, tais como
( variações de velocidade, inclinações diferentes, etc )
- por podermos trabalhar com seus recursos, permite uma apuração melhor de dados coletados, dando uma maior fidedignidade em registros feitos em mesmas circunstâncias de épocas diferentes.
- possibilita uma visualização da biomecânica de correr por parte do corredor, favorecendo a prática de exercícios educativos na frente de um espelho
- abre um leque de possibilidades de treinamentos tais como treino de ritmo, força, velocidade, fartlek , etc.

Pontos Desfavoráveis

 

- com o decorrer do tempo, o treino em esteira se torna monótono. A aderência de pessoas que correm em lugares abertos, é bem mais significativa quando comparadas com as que correm em esteira.
- um corredor de esteira, não enfrenta obstáculos naturais, tais como pisos diferentes, vento, sol, chuva. Dessa forma, quando se depara com os mesmos, seu organismo esta desacostumado a enfrentar tais situações com equilíbrio orgânico.
- a corrida na esteira exige uma maior concentração, senão corre-se o risco de se machucar ao cair da mesma. Com isso, o lado "terapêutico e zen" da corrida confortável, muitas vezes fica em segundo plano.
- treinamento na esteira não possibilita grande sociabilizarão, por sempre estar fixo no mesmo lugar, encontrar as mesmas pessoas, os mesmos costumes. Numa corrida ao ar livre, muita coisa acontece aos olhos do corredor.
- é mais difícil a transferência da especificidade da corrida, ou seja geralmente encontramos um corredor de esteira ter mais dificuldades na rua, do que um corredor de rua ter na esteira. Quanto mais se aproximamos do gesto natural de correr, melhor será o desempenho.

Com esses exemplos, quis mostrar para vocês que o bom senso na hora certa, faz o diferencial. Temos sempre que valorizar o objetivo do corredor, seu modo de correr, sua disponibilidade de tempo, sua motivação. Usar ou não a esteira na prática da corrida, deverá sempre ser questionado levando em considerações todos esses aspectos.

Atualmente priorizo aos meus atletas mais o treinamento de corrida ao ar livre do que em esteira. Uso a esteira em treinos de avaliação de velocidade e F.C., em treinos de ritmo (onde a velocidade constante para uma determinada distância é relevante), em treinos de força (caminhadas na esteira inclinada), e em rodagens quando somos forçados pelas circunstâncias de falta de tempo ou dificuldades do clima. Bons treinos a todos!

 

 www.bodycia.com.br

 



Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Mais um Pódio na carreira da Carol.

Carol é pódio no Spopen..

Mais uma vez nossa amiga Carol sobe no pódio, desta vez foi no SPOPEN da 4ª Etapa em Santos, Carol que atualmente compõe a turma da Equipe do Fábio Brito, conquistou a 5ª colocação na Categoria 25-29 anos com o tempo de 29:02.01 , valeu o esforço Carol!!! sem esqueçer do seu marido Glaucus sempre dando apoio em todos os eventos que ela participa..





fabiobritoassessoria.com.br
Telefone (011) 7149-9979

terça-feira, 9 de setembro de 2008

POR FAVOR ME AJUDEM A COMPREENDER...

O organizador da prova insiste que eu entendi errado...estou copiando a parte do regulamento que diz respeito aos valores das inscrições...veja o que vcs entendem e me ajudem, abraços...

TAXA DE INSCRIÇÃO
SHORT MINI-TRIATHLON REVEZAMENTO DUATHLON
Até 29/10/2008 R$ 85,00 R$55,00 R$ 100,00 ----------
Até 05/11/2008 R$ 95,00 R$60,00 R$ 120,00 R$ 55,00
Encerramento das inscrições: 05/11/2008.

Não foi possível copiar como está no site..mas podem conferir neste link abaixo.

FONTE : http://www.ncpromoc.com.br/

DESORGANIZAÇÃO DO TRIATHLON DO INTERIOR

OLÁ PESSOAL...CONSTA NO ATIVO.COM , COMO SEGUE ABAIXO, QUE O DUATHLON É GRATUÍTO, AGORA O ORGANIZADOR SR.NILTON ESTÁ QUERENDO COBRAR r$ 55,00 POR PARTICIPANTE...SE COMEÇA ASSIM, IMAGINA A ORGANIZAÇÃO DO EVENTO...LOGO MAIS INFORMO O QUE DEU NA NEGOCIAÇÃO...ABRAÇOS!

2º Short Triathlon - São Pedro (Copa Interior de Triathlon)
Selecione a Modalidade / Categoria e clique no botão "Prosseguir".
Modalidade
Categoria

Preço

Short
Masculino 2º Short Triathlon - São Pedro (Copa Interior de Triathlon)
Selecione a Modalidade / Categoria e clique no botão "Prosseguir".
Modalidade
Categoria

Preço

Short
Masculino2º Short Triathlon - São Pedro (Copa Interior de Triathlon)
Selecione a Modalidade / Categoria e clique no botão "Prosseguir".
Modalidade
Categoria

Preço

Short
Masculino
Feminino
[Detalhes]
[Detalhes]
R$ 85,00
R$ 85,00
Revezamento
Revezamento
[Detalhes]
R$ 100,00
Mini - Triathlon
Inscrição
[Detalhes]
R$ 55,00
Duathlon
Masculino
Feminino
[Detalhes]
[Detalhes]
Gratuito
Gratuito

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

VAMOS PARTICIPAR? O DUATHLON É GRATUÍTO...FAÇA SUA INSCRIÇÃO NO ATIVO.COM



2º Short Triathlon - São Pedro (Copa Interior de Triathlon)
Data : 9/11/2008
Local :Parque Maria Angélica
Horário : 08:00
Endereço : Praça Central
Cidade : SÃO PEDRO - SP
Encerramento das inscrições: 5/11/2008

Descrição
A 2º SHORT TRIATHLON e DUATHLON da cidade de SÃO PEDRO – SP, também com as modalidades de Mini-Triathlon e de Revezamento é válido pela COPA INTERIOR DE TRIATHLON, uma prova inovadora no calendário de provas em nosso estado. Sua participação é essencial. Venha competir, se hospedar na estância de São Pedro e traga sua família para torcer por você. LOCAL A prova será no Parque Maria Angélica na Av. dos Imigrantes. Um lugar arborizado, com ar puro e temperatura agradável. O percurso será diversificado com subidas e descidas, em distância:

- Short (750m de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida)
- Mini-Triathlon (325m de natação, 7 km de ciclismo e 2 km de corrida)
- Revezamento (Short-Triathlon)
- Duathlon (2 km de corrida, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida)

AVALIAÇÃO BIOMECÂNICA 8/11/08 – 13h às 18h - Avaliação Biomecânica no Ciclismo (bike-fit) - análise e correção postural do atleta/ciclista em relação à sua bicicleta, visando o aumento de desempenho e diminuição dos riscos de lesões. Agende antecipadamente seu horário pelo tel.: (19) 8114-5899 Rodrigo Menegati. 9/11/08 - das 8 às 12h - Avaliação Biomecânica no Ciclismo (Menegatri sport's).

Programação
8/11/2008
Entrega do kit – Restaurante Casa do Churrasco
10h00 às 18h00
Simpósio Técnico
15h00
Palestra Professor Rodrigo Menegatti com o tema: Os Benefícios do Bike Fit, e a sua Característica Aerodinâmica no triathlon. (local: ACISP*)
16h00 ás 17h00
*Avenida dos Imigrantes, 231 – Parque Maria Angélica
09/11/08
Atletas do Mini- Triatlhon

Abertura da área de transição e numeração
06h30 às 07h30
Largada
08h00
Premiação
13h00
ATLETAS do SHORT, DUATHLON e REVEZAMENTO

Abertura da área de transição e numeração
06h30 às 07h30
Largada
09h00
Premiação
13h00
Retirada de Kits
08/11/2008 A entrega do kit será no Restaurante Casa do Churrasco (Avenida dos Imigrantes, 230 – Parque Maria Angélica) das 10h00 às 18h00.

Informações Adicionais
Regulamento
Premiação
Premiação por Etapa:- Troféu para os 3 Primeiros Colocados para cada Categoria no Short Triathlon (Masc. / Fem.)- Troféu para os 3 Primeiros Colocados no Revezamento- Medalha de Finisher para todos os concluintesPremiação por Campeonato:- Troféus e Brindes Especiais para os 3 Primeiros Colocados de cada Categoria no Short Triathlon (Masc. / Fem.)- Troféu para os 3 Primeiros Colocados no Revezamento- Ao final da Copa Interior de Triathlon os 3 Primeiros Colocados de cada Categoria serão premiados com troféu, sendo que o 1º Colocado ainda receberá brindes especiais.

FONTE : www.ativo.com

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

IRONMAN 70.3 - EU ESTAREI LÁ...TORÇAM E REZEM POR MIM...KKKK




Triatletas de diferentes regiões vão agitar o Ironman Brasil 70.3, em Penha 14/09/2008
Assessoria de Imprensa Latin Sports

A terceira edição do Ironman Brasil 70.3, que será realizado em Penha no dia 14 de setembro, irá misturar sotaques de todo o Brasil ao contar com a participação de atletas de estados como São Paulo, Bahia, Goiânia e até de outros países, como a Argentina, Canadá e Bélgica. A competição, de 113 km de percurso, possui metade das milhas do evento que acontece anualmente em Florianópolis no mês de maio. A prova em Penha será uma das três provas classificatórias da América Latina para o Campeonato Mundial Ford Ironman 70.3, a ser realizado em Clearwater, na Flórida, dia 8 de novembro. Serão distribuídas 70 vagas para o evento nos Estados Unidos.O triatleta profissional Vinícius dos Santos Lago, de Salvador (BA), afirma estar ansioso pelo meio Ironman Brasil, do qual participará pela primeira vez. "Competi no Ironman de Florianópolis este ano também pela primeira vez e foi um sonho realizado. A prova e a organização foram ótimas. Agora, estou treinando forte para conseguir uma boa classificação no 70.3", explica. A beleza de Penha e região é destacada como fator positivo para a triatleta goianiense Ana Lídia dos Santos Borba, de 24 anos. Ela já esteve na cidade para conhecer o percurso da prova e afirmou que a competição será rápida e bonita. "Nas duas primeiras edições do Ironman Brasil 70.3, em Brasília, na qual competi como atleta amadora, muitos reclamavam do clima seco, o que pelo cansaço dava a sensação de que a prova era mais longa. Agora, teremos a chance de estar em um clima mais favorável e minha expectativa é ficar entre as cinco melhores e me classificar para a etapa na Flórida", ressalta ao lembrar que sua categoria terá fortes concorrentes, como a triatleta olímpica Mariana Ohata e Fernanda Keller. No momento, Ana Lídia está na Holanda, onde, domingo (31), competirá em um campeonato de longa distância, um pouco menor que o Ironman Brasil 70.3. As provas de longa distância são as favoritas da triatleta catarinense Alessandra Rocio de Carvalho, de 23 anos, também iniciante do Ironman Brasil 70.3. "Esta vai ser uma boa oportunidade pra mim porque tem um percurso longo e, como moro em Itajaí, é perto de casa", conta. Alessandra já treinou o trajeto da competição e disse estar em intensa preparação para uma boa colocação. "Conheci bem a área do 70.3. Vai ser um trajeto plano, com elevações leves, além de rápido, porque a corrida terá apenas uma volta", conclui.O percurso de 113 quilômetros da prova em Penha será dividido em 1,9 Km de natação, 90 Km de ciclismo e 21,1 Km de corrida. A largada será às 8 horas na Praia da Armação de Itapocorói e os atletas seguirão para terminar a prova no Parque Beto Carrero World, principal sede do evento. O trajeto completo dos atletas, assim como a programação do Ironman Brasil 70.3, está disponível no site www.meioironmanbrasil.com.br.A organização da prova de triathlon é da Latin Sports, tem co-patrocínio da Track&Field e Brasil Telecom e parceria com a Federação de Triatlo de Santa Catarina, Prefeitura de Penha, ABEE – Associação Brasileira de Esportes Endurance, Governo do Estado, por meio do Fundesporte, Gatorade, Beto Carrero World, Trisport e Power Bar.
Assessoria de Imprensa
Patrícia Pinheiro (48) 9981.8373/ 3221.3014
Ana Paula Zenatti (48) 8404.9424

Imagens do dia - Álbum de Fotos - UOL Notícias

Imagens do dia - Álbum de Fotos - UOL Notícias